segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Feliz ano novo

"Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Educandário Menino Jesus de Praga destaca-se em avaliações









Mais uma vez os alunos do Educandário Menino Jesus de Praga destacam-se em avaliações de ingresso no IFAL , IFPE e na Escola de Aplicação. No Instituto Federal de Alagoas (IFAL), campus de Palmeira dos Índios, foram aprovados os alunos José Florêncio da Silva Neto e Lisandra Xavier dos Anjos. Os mesmos também foram aprovados no Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), campus de Garanhuns, juntamente com o aluno João Witor Tenório Cavalcante Santos. Na Escola de Aplicação da Universidade de Pernambuco, foi aprovada a aluna Louise Vieira de Lima Lucena. Além da aprovação, as alunas Lisandra e Louise, foram aprovadas em 1º lugar no IFPE e na Escola de Aplicação respectivamente.
Todos que fazem o Educandário Menino Jesus de Praga parabenizam os aprovados e desejam sucesso nesta nova caminhada educacional.
Educandário Menino Jesus de Praga - Educação Infantil e Ensino Fundamental - do Maternal ao 9º ano - Educação de Qualidade é a nossa maior garantia.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

3º aniversário do Volei Club Bom Conselho''




Grande evento esportivo em comemoração ao 3º aniversário do Volei Club de Bom Conselho, coordenado pelo Professor Pedro Torres em parceria com André Duarte. Agradecemos aos parceiros que tornaram real este evento.












processo de aprendizagem na leitura

Quanto Mais cedo se iniciar o processo de aprendizagem na leitura, mais chances se terá de formar um cidadão crítico que não abandonará o hábito de ler.
Maternal 2013 do Educandário Menino Jesus de Praga em momento de leitura de imagens.

 









 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Escritora Luzinette Laporte visita o Educandário

Na sexta-feira, 22 de novembro, a escritora Luzinette Laporte visitou o Educandário Menino Jesus de Praga, na continuação do projeto de leitura coordenado pela Professora de Língua Portuguesa do 1º ao 5º ano do Fundamental Séries Iniciais, Delma Albuquerque. Na ocasião a escritora interagiu com os alunos do 4º ano, (antiga 3ª série), que durante o mês de outubro, fizeram a leitura da obra "A Menina que falava com as coisas". A escritora natural de Catende, tem uma vida dedicada à educação, em especial a cidade de Garanhuns e com muita aproximação com a nossa cidade.
No dia 22 de dezembro, às 17 horas, ocorrerá no Educandário a culminância do Projeto Leitor & Escritor, coordenado pelos professores Delma Albuquerque e Reginaldo Viana, onde através da produção de textos doa alunos do 1º, 5º e 9º ano do ensino fundamental, foi confeccionado um livro de cada série, sendo nesta data o lançamento e a tarde de autógrafos. Também no dia 22/12, a escritora Luzinette Laporte retornará a Bom Conselho para o lançamento do livro "A Menina que falava com as coisas". Contamos com a presença e participação de todos




 .

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A CRISE DA EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS



O debate em torno das novas propostas de família traz à tona uma questão que, muitas vezes, passa despercebida: a educação das crianças. O lar, conforme ensina o Papa Paulo VI, é "a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade". A mãe e o pai, por conseguinte, têm não só o dever, mas também o direito de transmitir aos filhos aqueles tantos valores que convergem para uma correta compreensão da dignidade da pessoa humana. Portanto, esse direito dos pais é inegociável e não pode de maneira alguma ser usurpado ou vilipendiado.
Acontece, não raras vezes, de se chegar à conclusão de que a família, apesar de sua fundamental importância para a justa ordenação da sociedade, encontra-se sob constante ataque nas suas estruturas, seja por meio de ideologias, seja por ações do próprio Estado. Esses ataques nada mais são que uma ferramenta utilizada por governos totalitários, a fim de assumirem o controle da educação das crianças e, desse modo, solaparem a clareza do direito natural e suplantarem em seu lugar um novo padrão de comportamento. A técnica é muito bem apresentada na obra de Geoge Orwell, "A revolução dos bichos", quando o Estado toma os filhotes de uma das personagens para educá-los e transformá-los em militantes do partido.
Ademais, o controle da educação das crianças é imprescindível para que o Estado consiga eliminar a fé da sociedade, pois a geração proveniente de uma escola sem valores dificilmente estará aberta aos ensinamentos da Igreja. Um caso emblemático de como esse tipo de política é danosa é a Suécia, onde as constantes ingerências do governo promoveram, de uma forma assustadora, a maior taxa de aborto em adolescentes de toda a Europa. As escolas foram transformadas em salas de bate-papo sobre sexo e os casos de estupros tiveram um aumento de 1000 porcento, como atesta Johan Lundell, secretário-geral do grupo sueco pró-vida Ja till Livet. Tudo ao arrepio da sociedade que, proibida de educar seus filhos em casa, vê-se obrigada a ter de escutar das crianças que os professores em sala de aula lhes perguntaram o que as excitavam. [1][2]
Não obstante a esse exemplo lamentável da Suécia, a elite globalista, leia-se ONU e outras fundações internacionais, não perde a oportunidade de exigir das nações a implantação imediata de medidas contrárias à dignidade da família e da criança, como "casamento" gay e educação sexual. É dessa maneira que, ajudado pelo lobby dos meios de comunicação, o Governo aprova uma lei que obriga os pais a matricularem seus filhos nas escolas a partir dos quatro anos de idade. É dessa maneira que jornais de grande audiência no país colocam um sexólogo para discutir o que é ejaculação com crianças de 10 a 11 anos. Isso em plena luz do dia.
A mesma petulância vale para ridicularizar a fé, sobretudo a cristã, e intimidar aqueles que apresentem qualquer tipo de oposição. A título de exemplo, veja-se o caso de um aluno da Universidade Atlântica da Flórida, nos Estados Unidos, que após recusar-se a escrever o nome de Jesus em uma folha e depois pisar sobre ela, a pedido de seu professor, acabou se envolvendo em uma briga que resultou na sua expulsão. Em sua defesa, o professor alegou que o garoto o havia ameaçado e que, ao contrário das acusações, ele era "uma pessoa muito religiosa" e identificava a si mesmo "como um cristão".[3] Como se um verdadeiro cristão provocasse outro a blasfemar contra Cristo.
De toda essa questão, o que se está em jogo não é somente a educação das crianças. Isso é só a ponta do iceberg. O que se está em jogo é a própria organização da sociedade e a fé que a sustenta. Engana-se quem enxergue a situação como um "progresso". A instituição familiar e, por conseguinte, todo o arcabouço que dá forma à reunião de todo o gênero humano, encontra-se ameaçado, na iminência da instauração de uma cultura da morte. Tudo isso graças a uma mentalidade contraceptiva que viu no divórcio uma falsa liberdade. Os filhos tornaram-se bens de consumo e o casamento, de Sacramento à mera união contratual e com prazo de validade, baseada em sentimentos espúrios.
Não! A família não é isso e nem pode ser. Assim, recobrar a genuinidade do matrimônio e a sua sacralidade é um passo fundamental para que a humanidade esteja verdadeiramente inserida na dignidade natural querida por Deus. O homem não se faz homem por si mesmo, mas por sua fidelidade inegociável ao modelo dado por Cristo.
Prof Alexandre 

sábado, 16 de novembro de 2013

DICA LEGAL PARA OS PAIS



Um calendário com sugestões diárias para que você acompanhe o dia a dia escolar de seu filho

Acesse o calendário


Prof Alexandre 

9 MOTIVOS PARA SEU FILHO DANÇAR!





Quais os principais benefícios da dança para o desenvolvimento das crianças e adolescentes


O homem usa o próprio corpo de modo a ocupar o espaço e interagir com o outro desde que o mundo é mundo. No início, seguiu o instinto; aos poucos, descobriu o prazer; e há séculos aproveita técnicas e estilos especialmente desenvolvidos pela dança para explorar a riqueza de possibilidades inerente ao corpo humano. Porque dançar é muito mais do que movimentar braços e pernas sob o estímulo de um ritmo. "A dança permite conhecer o próprio corpo e, com isso, ampliar a capacidade de se expressar e de se comunicar do indivíduo, criando a autoestima que vai servir de base por toda a sua vida", realça Carmen Orofino, professora de dança no Atelier-Escola Viva, de São Paulo. 

O simples ato de andar já é poderoso o suficiente para servir de alimento ao cérebro e, de tabela, contribuir para a nossa saúde. A dança? "Seus movimentos são mais refinados, o que determina a qualidade de alimentação que proporciona ao nosso corpo", garante o coreógrafo Ivaldo Bertazzo, há mais de 35 anos trabalhando com dança. A conclusão é uma só: quanto mais cedo uma criança aprende a dançar, mais possibilidades ela tem de tornar seu corpo "inteligente". 

Dançar também ajuda a desenvolver emocionalmente quem tem pouca idade, combatendo inseguranças e estimulando a partilhar experiências com o grupo a que pertence. Crianças podem se exercitar em Dança desde os primeiros anos da Educação Infantil - e assim aprimorar habilidades motoras fundamentais para a evolução. Com a ajuda dos especialistas Carmen Orofino e Ivaldo Bertazzo, destacamos os principais benefícios da atividade. Conheça a seguir:


 Prof Alexandre 

terça-feira, 12 de novembro de 2013

sábado, 9 de novembro de 2013

XVI Jogos Internos do Educandário Menino Jesus de Praga.

Teve inicio na sexta-feira, 08 de novembro, às 19H30, a 16º edição dos Jogos Internos do Educandário Menino Jesus de Praga. 
 
Após a abertura solene, com a apresentação das equipes, Hino Nacional, Juramento do Atleta, Tocha Olímpica, Bandeiras e tudo mais, houve várias apresentações dos alunos desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental, todos revivendo os anos dourados da década de sessenta.

Os jogos serão efetuados na semana de 11 a 14 de novembro.
Educandário Menino Jesus de Praga
Escola Parceira da Rede Pitágoras
Educação Infantil e Ensino Fundamental
Educação de Qualidade é a nossa maior garantia.